Conheça a Região / Notícias Imobiliárias

Entenda a diferença entre área útil, total, comum e privativa dos apartamentos




Imagem

Ao procurar por um imóvel, você analisa as informações como preço, localização, tamanho da propriedade quantidade de quartos, banheiros, vagas na garagem. São várias as características que devem ser observadas, mas existe uma muito importante que as vezes passa despercebida: Qual é a área citada no tamanho do imóvel?

Você pode encontrar anúncios que trazem a área total ou a privativa, e é importante entender a diferença entre essas e outras formas que podem aparecer durante sua pesquisa para que você não se sinta lesado.

As áreas de um apartamento (área privativa, área comum, área de divisão proporcional, área real total) são padronizadas pela Norma Brasileira 12.721.

Entenda as áreas de um apartamento:

• Área privativa da unidade:
 o conceito de área privativa é o espaço que só o morador usa. Para calculá-la é preciso que o morador desconsidere as paredes e some a área total do apartamento, sem as divisões por cômodo. Todo esse espaço é chamado de área privativa.

 • Área útil: também chamada de “área de vassoura”, é a soma das áreas de cada cômodo, excluindo as áreas de paredes. 

• Área privativa da garagem:
 é o espaço em que só o morador estaciona, sem compartilhar com outros condôminos.
 

• Área comum da unidade:
 é a divisão de espaços como áreas de lazer e circulação pelo número de condôminos.
 

• Área comum da garagem:
 é a divisão de espaços como áreas de acesso e circulação de carros pelo número de condôminos.
 

• Área real total:
 é a soma da área privativa da unidade e da garagem com a fração das áreas comuns da unidade e da garagem.

 Perguntas frequentes: 

Área útil é a área privativa?A área útil não é, na verdade, a área privativa. Caso se queira aprofundar o conceito, da superfície útil deveriam ser excluídas as áreas das paredes e pilares, que chegam a representar 15% da área de um apartamento.É comum as pessoas utilizarem expressões como “área útil” ou “área de vassoura”, entretanto, tais definições inexistem na norma das incorporações. Quando emitem estes conceitos estão na verdade se referindo à denominada “área privativa”. Esta é a área onde o proprietário detém a integridade do seu domínio, constituída pela superfície limitada pela linha que contorna as paredes das dependências de seu uso privativo e exclusivo, sejam elas cobertas ou descobertas.

Fonte: Urbanas SAO Sol DiárioMárcio Couto.

Publicado em 27/04/2017


Voltar
Entrar em contato via WhatsApp!